Segredos do Pênis I


Segredos do Pênis I

 

Os homens com prepúcio (pele que envolve a cabeça do pênis) têm mais sensibilidade local, mas só em prepúcios exuberantes e/ou que dificultam a exposição da glande (cabeça do pênis). Por  estar sempre coberta a glande e parte do pênis desta região podem ter uma sensibilidade maior. Esta sensibilidade pela não exposição desta região pode favorecer a excitação rápida levando a uma ejaculação precoce. Nem todo homem com excesso de pele  (prepúcio) tem indicação cirúrgica. A cirurgia fica pára os casos de fimose, onde a glande não sai, ou por excesso de sensibilidade local.

 

O sexo oral no pênis com prepúcio não tem segredo. Se o homem tiver uma fimose ele não expõe a glande e o sexo oral é feito por fora. Se não existir o anel no prepúcio que impossibilita a saída da cabeça, o sexo oral ocorre de forma natural. Lembrar que em muitos casos no pênis sem ereção a glande pode se expor e que na ereção isto não ocorre, havendo uma compressão da mesma pelo anel do prepúcio  que pode atrapalhar a relação sexual pela dor.

 

A colocação da camisinha pode provocar a perda da ereção em muitos homens pela mudança de foco de excitação. Quando vai colocar o preservativo o homem desloca o foco da mulher e se concentra no pênis, que não o excita e pode perder a ereção. Isto ocorre mais em homens com mais de 50 anos, onde perder a concentração e a ereção são mais comuns. A mulher deve neste caso fazer com que o homem esqueça o seu pênis, com todo o seu poder de sedução e colocar a camisinha no seu parceiro.

 

A idéia que o homem deve sempre escolher um preservativo de tamanho maior do que o do pênis para ter bastante espaço para a ejaculação não é verdadeira, porque se for maior e ficar espaço entre o preservativo e o pênis a mesma pode sair no meio da relação e também o esperma pode vazar por este espaço, perdendo a sua função de sexo seguro. A camisinha deve ser do tamanho certo, sem apertar demais e não ficar larga. O líquido da ejaculação fica na ponta da camisinha, que é elástica, e suporta bem qualquer quantidade de semem.

 

Também o mito de que o homem que é homem consegue ter uma ereção logo em seguida da outra é errada. Na resposta sexual masculina temos: desejo, excitação (ereção), orgasmo (ejaculação) e depois a resolução que é o tempo necessário de recuperação, descanso e preparo físico para uma possível nova relação sexual. Mais os jovens têm ereções contínuas, o que não significa ser mais homem ou não.

 

Muitos  homens acreditam que ser homem só de olhar a mulher já fica com o pênis ereto.Não funciona deste jeito. A ereção só ao olhar uma mulher nua ou vestida pode ocorrer, mas não significa maior ou menor masculinidade. A não ereção nestes casos não significa menor potência sexual e sim maior amadurecimento deste homem, e que os parâmetros para a sua excitação exigem também o toque, o gostar, o beijo e o contato com a pele entre outros estímulos. Esta resposta sexual instantânea de ereção mais comumente ocorre entre os jovens.

  

 O gosto ou cheiro do esperma nem sempre é o mesmo em todos os homens. O cheiro de cândida do semem é comum em quase todos os homens. O que varia é a intensidade maior ou menor do odor característico. Quando o cheiro for muito diferente tipo de sangue, de infecção, de secreção purulenta e outros a procura de um médico especialista está indicada. Quanto ao sabor, as mudanças podem ocorrer por alimentos ou bebidas ingeridas. Estas mudanças são normalmente imperceptíveis. A cor do esperma é perolada e pode mudar para tons mais claros ou pouco mais escuros. Se tiver cor amarelada ou esverdeada pode significar infecção. Se for muito escuro ou preto significa estar misturado com sangue antigo que estava presente a alguns dias no trajeto da ejaculação. Pode significar infecção da próstata ou trauma genital. Se sair esperma com sangue vivo, o que mais assusta os homens pode ser infecção prostática ou trauma genital. Em qualquer dos casos citados acima a procura de um urologista deve ser imediata.

 

DR CELSO MARZANO –Urologista e Terapeuta Sexual-

Diretor das Clínicas CEDES

194251 acessos desde 14 de setembro de 2006.